Há dois tipos de engavetamento: (I) automóvel choca em um veículo à sua frente criando um estado em cadeia, em geral, a culpa é do causador da primeira colisão; (II) motorista freia bruscamente causando colisões sucessivas nos veículos atrás, em geral, a culpa é de cada condutor que não conseguiu frear.

O trânsito tem seus dias estressante, principalmente com engavetamento e quando acontece, quem paga? Você saberia responder esta pergunta? Talvez essa seja a dúvida de muitas pessoas devido à grande confusão que acontece em um engavetamento.

Na maioria das vezes são mais que dois veículos envolvidos, mas no engavetamento, quem paga? Vamos aqui tirar suas dúvidas sobre engavetamento e como você deve proceder.

Existem dois principais tipos de engavetamento:

Engavetamento causado por “empurrão”

O engavetamento causado por um veículo (A) que colide e “empurra” o carro (B) à sua frente fazendo com que este se choque ao próximo veículo e assim sucessivamente conforme abaixo:

Como podemos ver na imagem o veículo A bate e “empurra” o veículo B que bate e “empurra” no veículo C que por sua vez colide no veículo D.

Neste tipo de engavetamento a culpa, ou seja, a responsabilidade é atribuída ao condutor que causou a primeira colisão, ou seja, o veículo A. Pois, os demais veículos colidiram devido a primeira batida causada pelo primeiro motorista.

Engavetamento causado por uma freada brusca

O engavetamento causado por uma freada brusca ocorrer quando um motorista (A) freia bruscamente fazendo com que os veículos que estão atrás colidam uns nos outros por não conseguirem parar conforme imagem abaixo:

Como podemos ver na imagem o veículo A freia bruscamente. O veículo B não consegue parar a tempo e colide com o veículo A. Da mesma forma o veículo C colide no veículo B, o veículo D colide no veículo C.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, o condutor deve respeitar uma distância de segurança do próximo automóvel. Por isso, cada veículo é responsável pela sua colisão ao próximo presumindo que este não respeitou a distância mínima recomendada, já que não conseguiu parar evitando a colisão.

Ou seja, no exemplo apresentado o veículo B é responsável pela batida ao veículo A, o veículo C é responsável pela batida ao veículo B e o veículo D é responsável pela batida ao veículo C.

Engavetamento: quem paga?

O único responsável por um engavetamento causado por um “empurrão” é quem causou a batida em sequência, o motorista que não conseguiu frear a tempo e se chocou com o primeiro carro da sequência de colisões.

No engavetamento causado por uma freada brusca o responsável é o condutor que bateu atrás do veículo da frente. Ou seja, cada motorista é responsabilizado pela colisão do automóvel à sua frente.

https://segurocorretor.com/blog/engavetamento-quem-paga/

Trabalho com marketing digital a praticamente 10 anos, sou formado em Publicidade, especialista em SEO e também faço gestão de tráfego pago.

Trabalho com marketing digital a praticamente 10 anos, sou formado em Publicidade, especialista em SEO e também faço gestão de tráfego pago.